Steam

Games Mac Marcas / Franquias PC
Seguir
8.3

Opiniões

Doom ganhou uma nova “fase final” desenvolvida pelo próprio criador

Doom ganhou uma nova “fase final” desenvolvida pelo próprio criador

John Romero, o co-criador de Doom, jogo em primeira pessoa que fez grande sucesso na década de 1990 para diversas plataformas, lançou uma fase inédita 23 anos após o lançamento original. Batizado de “Tech Gone Bad”, o cenário veio para ser uma nova “última fase”, dando um final alternativo ao título. Na versão lançada em 1993, o último cenário foi desenvolvido por Sandy Petersen, game designer do jogo.

Em uma entrevista dada a BBC, Romero disse que ficou preocupado com a recepção – “A comunidade que está jogando por mais de vinte anos poderia criticá-la”, mas que a desenvolveu como parte de um “aquecimento” para um novo projeto. No entanto, a reação dos jogadores foi positiva – “Está no ar há quatro dias e ‘explodiu’. É uma loucura pensar que um jogo que já tem 23 anos de idade ainda tenha tanta gente empolgada com ele” – disse.

Romero também explicou que o ambiente da fase é aberto, se distinguindo do jogo original que tinha a grande maioria das fases em lugares fechados, excetuando a Mount Erebus. Ele também comenta que desenvolver mapas para Doom é fácil comparado as engines tridimensionais, o que também explica os inúmeros cenários inéditos desenvolvido pelos próprios fãs.

Video Thumbnail

Doom – Mega popular e mega polêmico

Desenvolvido pela id Software, o jogo foi um dos principais responsáveis por popularizar o gênero tiro em primeira pessoa que vemos até os dias de hoje, alcançando o número de 20 milhões de jogadores em apenas dois anos. Na época, o título causou grande polêmica pelas mortes violentas, “litros de sangue”, e também por usar imagens satânicas, tudo com impressionante “realismo gráfico”.

“O jogo é um simulador de assassinato em massa” – disse o crítico e fundador do Killology Research Group, David Grossman. O game ainda foi associado ao Massacre de Columbine, onde dois meninos, Eric Harris e Dylan Klebold, que supostamente eram viciados em Doom, entraram em seu colégio disparando tiros em diversos colegas e professores. Ambos alegavam sofrer bullying.

Vale ressaltar que a popularidade do jogo fez com que o próprio Bill Gates considerou a possibilidade de comprar a id Software, já que existia mais cópias do jogo instaladas em computadores ao redor do mundo do que o próprio software Windows 95, que era novidade na época.

Atualmente, o jogo está disponível na steam.

Deixe sua Opinião

Esqueci a Senha