Nintendo

Games Marcas / Franquias Tecnologia
Seguir
7.9

Opiniões

Previsões para o Nintendo Switch e o futuro da Nintendo

Previsões para o Nintendo Switch e o futuro da Nintendo

Há muito tempo se fala da sigla Nintendo NX. Rumores, boatos, otimismos e pessimismos: como é com toda nova tecnologia que vai surgir. Depois de tanta falação sem nenhuma base concreta sobre o próximo console da Nintendo, ela nos revelou sua nova máquina em um vídeo (abordado pelo Paulo Henrique aqui na Epic Play neste artigo) no dia 20 de outubro: o Switch.

Indo de encontro com alguns rumores e desmentindo outros: um console híbrido, com um pé na mesa e outro no bolso do jogador, com controles destacáveis e encaixados em uma tela que lembra um tablet (ou um smartphone grandão).

No entanto, nada muito além do conceito foi liberado. No vídeo, vemos jovens adultos trocando rapidamente o console de sua TV (através da conexão entre o aparelho principal – o tablet) para o modo portátil, que funciona em vários lugares, até mesmo revolucionando o conceito de multiplayer nesse modo: cada parte do controle, que se destaca do videogame, torna-se um mini controle para uma partida entre duas pessoas.

Dessa forma, a propaganda mostra um público alvo da Nintendo que vai além da imagem de “empresa que faz consoles para crianças”: o console é mostrado funcionando em festas (com pessoas segurando os famosos copos vermelhos dos EUA), no avião, no saguão de um aeroporto, em uma quadra de basquete… e, ao invés de exibir somente medalhões da empresa, também vemos The Elder Scrolls V: Skyrim (série que nunca apareceu em nenhum console da Big N) e um jogo de basquete (possivelmente um NBA 2K).

A transição TV-Portátil em tempo real é muito interessante.

A transição TV-Portátil em tempo real é muito interessante.

No entanto, nada a pensar muito além. Com o Wii U foi semelhante: várias empresas third parties mostraram, no anúncio, o interesse em produzir muito conteúdo de console de mesa para o console. Inclusive tivemos ports de Mass Effect 3, Batman Arkham City, Assassin’s Creed III e outros. Mas, passou a época do lançamento, e os AAA acabaram, sobrando somente a Nintendo produzindo jogos de alto padrão para o videogame, que se tornou um dos maiores fracassos da empresa, apesar de ter jogos muito bons. Hoje, o Wii U aguarda The Legend of Zelda: Breath of the Wild para ser enterrado de vez (ao que parece), visto que o Switch está para chegar em março de 2017.

O console tem uma característica muito forte de portabilidade, e acredito que se o foco for esse o Switch pode ter muito sucesso, apesar da especulação de o mesmo ser inferior a um Xbox One tecnologicamente. No vídeo de anúncio fica a impressão de que é muito mais um portátil que liga na televisão do que um console de mesa que você leva para fora de casa.

A falta de informações mais específicas, no entanto, cria um receio no mercado. Antes do vídeo, as ações da Nintendo haviam subido consideravelmente. Após, caíram mais do que haviam subido (essa flutuação, no entanto, é normal). E o console já está muito próximo de ser lançado: coisa de cinco meses, caso não sofra atrasos. Essa estratégia da Nintendo de nos deixar no vácuo e, ainda por cima, anunciar que novas informações gerais e de lineup de títulos de lançamento só virão mais próximo do lançamento. Ah, para ajudar, também disseram que todos os títulos rodando não eram reais, mas apenas tech demos usados para promover mesmo. Ou seja, quem se animou de poder jogar Skyrim no ônibus, é melhor segurar a onda.

Além disso, somam-se declarações da própria Nintendo de que o Switch não vem para substituir o 3DS, atual portátil da empresa, mas que é o próximo “home console” dela. Bom, temos algumas interpretações para isso. A que eu acho mais plausível é que a Nintendo não quer que as vendas de 3DS caiam agora, o que ocorreria se anunciassem que o híbrido iria substituir de vez o portátil também, portanto é natural essa declaração.

Agora, pensemos no pior cenário: o Switch vem realmente só para substituir o Wii U mesmo, e a Big N seguirá lançando jogos exclusivos de 3DS e em breve anunciará um sucessor para o mesmo. Em minha opinião, isso canibalizaria o Switch. Eu tenho sérias dúvidas de que o console vai ter o suporte third ao nível do que a Nintendo anunciou. A relação da empresa com as third parties é muito fraca desde o Nintendo 64. Quem compra um console da Nintendo é para jogar jogos da Nintendo mesmo, deixando os outros para os consoles da Sony e da Microsoft, ou para o PC.

Só que, se o console for, além de sucessor do Wii U, também for do 3DS, aí a situação vai ficar diferente. O suporte à biblioteca portátil da Nintendo é muito maior do que nos consoles de mesa, e isso há muito tempo. Isso seria um vento muito favorável, pois aliaria o conforto de se jogar onde quiser, até mesmo na televisão, os jogos de portátil (onde a Nintendo tem muito apoio third, em especial japonês) e os medalhões de console de mesa da empresa (como é o caso de The Legend of Zelda: Breath of the Wild). Se der certo, é o turning point para a empresa que, após a revolução que foi o Wii, campeão de vendas da geração passada, fracassou miseravelmente com o sucessor Wii U, que teve problemas desde o seu marketing.

Apesar do cartucho ser parecido com o do 3DS, a Nintendo já confirmou que não haverá retrocompatibilidade entre o Switch e o 3DS.

Apesar do cartucho ser parecido com o do 3DS, a Nintendo já confirmou que não haverá retrocompatibilidade entre o Switch e o 3DS.

Eu vejo muitos amigos meus querendo jogar o que a Nintendo produz. Mas é sempre aquela história: “Queria que a Nintendo virasse third e lançasse seus jogos para Xbox, PC e Playstation”. A falta de suporte third em seus consoles afasta os jogadores grandemente, e existe uma certa rejeição e menosprezo a consoles portáteis, que é onde a nipônica mais anda brilhando. Juntando os dois mundos, fundindo as duas bibliotecas, há uma grande chance de a Big N trazer novos jogadores, aqueles que se bobear não possuem console dela desde a época do Super Nintendo.

Vejam, por exemplo, o sucesso de Pokémon Sun & Moon, que vai lançar em breve. A Nintendo anunciou que o jogo é o mais pré-vendido (existe essa flexão? Existe o verbo pré-vender?) de todos os tempos da empresa. Se o Switch for lançado como sucessor do 3DS, fica claro que o console será bem sucedido devido à enorme fanbase portátil que a Nintendo sempre possuiu.

O fato dos controles destacáveis também trazem possibilidades de novos gadgets que substituam os L-Cons padrão. Eu acho um conceito até interessante (completamente especulativo por enquanto), mas que pode atrapalhar no quesito portabilidade, e também nunca foi lá uma boa prática haver tantos cacarecos assim em um console. Talvez para controles clássicos, como a versão do Super Nintendo e do Game Cube seja interessante, mas criar vários diferentes para outros jogos a coisa fica meio estranha e até mesmo mercenária.

l

Imagem feita por um fã. Se alguém tiver os créditos de quem criou, por favor informe nos comentários!

Vários amigos meus estão animados com o Switch, querendo mais informações sobre, querendo saber sobre tempo de bateria, quais jogos serão lançados com o console, se vai ter apoio third de verdade, se finalmente teremos um sistema de rede online mais robusto… muita coisa fica obscura ainda, por conta da escolha da Nintendo não informar logo de cara o que realmente é o seu novo console.

Eu quero que a Nintendo dê certo. Eu adoro jogar Super Mario, Zelda, Donkey Kong, Punch-Out!!, Mario Party, Mario Kart, Super Smash Bros., Metroid. Comprarei um Switch, assim como comprei todos os consoles da empresa desde que iniciei nos videogames, lá no Super Nintendo, e tenho sentido boas vibrações quanto ao novo console. Eu acho até mesmo o Wii U indispensável (para mim, claro), pois possui ótimos jogos e, se o Switch conseguir ser o híbrido que promete, será um grande sucesso. Resta saber se a Nintendo não vai matá-lo com atual portátil. O jeito é esperar o dia 12 de janeiro de 2017, que é quando a Nintendo prometeu uma conferência para analistas, imprensa e parceiros comerciais em Tóquio, quando teremos as informações concretas de data de lançamento, títulos de primeira leva, preço, entre outros detalhes.

Foto de perfil de Neto
Fundador do projeto Jogador Pensante e redator.

3 Respostas

  1. HEUHEUHUE já nasceu morto

  2. Foto de perfil de Runner

    Ótimo texto! Realmente pode acontecer esses fatores ou outros, porém temos que aguardar para ver isso, e o Skyrim? A galera pensando demais… :v

    • Foto de perfil de Neto

      Obrigado, amigo! Sim, tem muito mais que daria para abordar, e o fato de a Nintendo não ter liberado nada além do conceito e aparência do console só faz surgir novos boatos praticamente diários… infelizmente todo boato que surge é ruim, e isso é culpa da própria Nintendo de não informar de uma vez…

Deixe sua Opinião

Esqueci a Senha