Sonic Generations traz uma mistura genial do que tornou Sonic um dos maiores mascotes no mundo até então…

Reviews

Sonic Generations - Review (Versão testada: PC)

Falar de Sonic Generations não é uma tarefa difícil para quem se simpatizou com ambas as eras moderna e clássica de Sonic. Se você for um desses casos, este consegue facilmente ser um dos melhores lançamentos da série em 10 anos, até o mesmo. Vamos fingir que Sonic é um astro do rock: Em sua época de glória, lançou álbuns que mexeram com os jovens por trazer um ídolo rebelde, de atitude e com um trabalho de qualidade sônica sem comparação. Em Sonic Adventure, algumas coisas mudaram, para se ajustarem ao que novos consumidores e quem jogou Sonic 10 anos atrás procuravam naquele momento. A mudança foi bem recebida, mas, tal não se firmou por muito tempo, pois as mudanças continuaram acontecendo constantemente, tentando encontrar um “novo lugar” ao personagem, dividindo a opinião dos fãs.

Então chegou aquele momento especial comemorando-se seus 20 grandiosos anos de carreira e o que os produtores trouxeram? O que “qualquer” astro/banda faz ao completar 20 anos: “Vamos lançar um ‘Best Of'”, ou em outras palavras, fizeram uma coletânea comemorativa trazendo apenas os seus melhores momentos, nesta carreira tão longa. Em outras palavras, isso é Sonic Generations. Entrando na linguagem dos games, é alguns dos melhores momentos que você já viu, ouviu falar ou jogou nesses 20 anos e tudo pode ser percorrido novamente, de forma remasterizada.

A Sonic Team, inesperadamente, demonstrou um real esforço para que boa parte do que houvesse no jogo fosse aceita pelos fãs nos mínimos detalhes, tentando não contrariar o que os mesmos esperavam sobre Generations. A grande surpresa neste lançamento, talvez seja pelo fato de termos de volta, após 14 anos, o Sonic clássico, um Sonic mais rechonchudo, mudo, e tão lembrado pelos gamers da era de ouro da SEGA. Tudo está ali, não sendo só a versão mais jovem do personagem. A jogabilidade clássica, um verdadeiro sinônimo de qualidade, está lá praticamente intacta. Há mudanças devido à engine do jogo, mas estas são quase imperceptíveis até mesmo para quem passou dezenas de horas jogando Sonic no Genesis/Mega Drive.

sonic20thanniversary165

Sonic Generations

Para manter um certo sentido em um encontro com o Sonic de 20 anos atrás (em relação à história) e o Sonic moderno, foi só utilizar um elemento muito comum na série desde o título Sonic CD, lançado após o Sonic original, que é a viagem no tempo, ou pode-se dizer viagens entre dimensões, também. Time Eater, o grande vilão da história, é um ser celestial capaz de quebrar as barreiras do espaço e tempo, o que acaba bagunçando toda a “linha” do mesmo. Sonic, ao comemorar seu aniversário com alguns de seus amigos mais importantes (senti falta do Big the Cat, onde ele está?), acaba tendo a sua festa invadida pelo grande vilão, o qual acaba raptando quase todos os personagens presentes, fazendo Sonic perseguir o mesmo. Sonic entra em um portal dimensional que o leva para a Green Hill Zone, e daqui em diante, ao se reencontrar com o seu eu passado, ambos devem juntar forças para correr contra o tempo, pegar as esmeraldas do caos e salvar os seus amigos. Não estamos falando de um enredo complexo, o que pode se fazer com que fãs da série Adventure sintam falta de “algo a mais”, mas deve-se dizer que tudo foi posto na medida para um jogo comemorativo.

As fases são todas temas que já se passaram na franquia em jogos anteriores, mas são todas reinventadas, com novos caminhos secretos, estratégias, elementos, etc.

É preciso passar as fases em sua versão clássica e moderna. As regras básicas para ambas versões são as mesmas, mas, na versão moderna podemos jogar tanto em plataforma lateral, como tridimensional, de acordo com certos pontos pelas fases. O design de todas as fases lembram muito aos Sonic 1, 2 ou 3: Quanto mais alto o caminho, melhor, e sem falar que é preciso pensar com mais calma para passar certos pontos, ao invés de correr e usar apenas seus reflexos, como foi em Sonic Unleashed, tirando a impressão de que você só precisava usar o impulso e correr até vencer. Poderia ter um pouco mais de dificuldade nas fases, mas talvez os desenvolvedores tivessem em mente um jogo moderado tanto para crianças, como para adultos, resultando para mim em 6 ou 7 horas de jogo, ainda fazendo alguns extras. Mas, lembremos que nada se compara à dificuldade dos clássicos em plataforma, já que antigamente não tínhamos uma maneira de salvar o progresso dos jogos.

Apesar do jogo ser relativamente fácil para os mais adultos, tentar terminá-lo 100% pode significar uma verdadeira dor de cabeça, que pode estender o jogo por até uma média de 40 ou 50 horas. Sim, são muitos extras.

Sonic Generations

Sonic Generations

Em detalhes de jogabilidade, o Sonic moderno é muito mais rápido que o clássico e tem o já famoso “impulso” para isso; Como já citado, a jogabilidade do Sonic moderno lembra a de Sonic Unleashed, mas aqui aprimorada, e também a do premiado Sonic Colors, ambos jogos anteriores; Todas as missões principais podem e devem ser feitas tanto com o Sonic clássico quanto o moderno e algumas extras podem até ter a ajuda dos amigos de Sonic; Passar por e relembrar algumas fases é muito bom, e é difícil de esquecer como foi entrar na pele do Sonic clássico em fases como a Crisis City e Rooftop Run. De fato, com essa mistura de jogabilidades clássica e moderna, ou as missões extras variadas, o jogo pode entreter qualquer um por um tempo razoável.

Já os tão aclamados efeitos sonoros e a trilha sonora da franquia são de longe as características mais impressionantes do jogo. Sonic sempre foi forte nesse quesito, mas além de você poder ouvir uma versão “clássica” e uma versão “moderna” da música de cada zona, terá ao todo 50 músicas destraváveis, modernas ou clássicas, instrumentais ou cantadas, sendo estas últimas, várias da banda oficial de Sonic, a Crush 40. Não foram colocadas músicas novas ao decorrer do jogo (com exceção de uma até onde percebe-se), sendo no caso, todas novas versões das mesmas, ou faixas intactas quando falamos das destraváveis adquiridas ao concluir missões. Estas extras podem ser selecionadas para se jogar nas fases. Também são destraváveis mais de 130 artes, algumas biografias de personagens, e outros que envolvem até um salão secreto de troféus. Há uma DLC de pinball, onde o Sonic é a bolinha, e um extra na versão de consoles, onde você pode jogar o primeiro jogo do azulão, completo.

Como nem tudo são flores, há também a lista dos presentes que não chegaram neste aniversário de 20 anos, como os famosos estágios bônus após completar alguma fase. Aqui, pegamos uma esmeralda após derrotar cada chefe, automaticamente. Talvez essa seja a maior falta no game; Há também uma carência de dificuldade maior em alguns chefes, estes sendo muito fáceis.

Talvez a série Sonic, neste momento, seja muito criticada internacionalmente pelo fato de nenhum jogo trazer algumas características impressionantes em relação ao que a SEGA já trouxe em outros jogos, dando a impressão de que sempre falta algo. Em Sonic Adventure temos uma história profunda que era, realmente, uma continuação direta de enredos clássicos do ouriço; O Chao Garden é outro que foi um sucesso enorme, mas, não existe mais; E essa ideia de renovar a jogabilidade de Sonic a cada lançamento, incansavelmente, não pega bem. Sonic Generations é um resultado de 10 anos de mudanças, mas a Sonic Team poderia talvez ter levado muito menos tempo para chegar neste ponto, se não ficasse de alguma forma ou outra sempre tentando se renovar ou tentando ser simples demais, em cada caso.

Sonic Generations

Sonic Generations

sonic20thanniversary155

Sonic Generations

A versão para 3DS é diferente das para PS3, Xbox 360 e PC. No Japão, recebe outro subtítulo, também. A engine é mais próxima a do Mega Drive e pom isso os fãs classicistas mais perfeccionistas poderão se interessar mais pela mesma, neste quesito. Há também chefes e fases diferentes, como a primeira fase de Sonic Adventure, aquela da famosa baleia, e a Mushroom Hill Zone. Talvez, o maior mimo de todos, sejam os estágios bônus para pegar as esmeraldas, que lembram muito os de Sonic Heroes, que foi talvez um dos melhores estágios bônus que já houve na série. Também há um suporte para modo multijogador. As disputas são simples, mas, divertidas e sempre estáveis no modo online.

Há alguns pontos negativos na versão 3DS, pois Sonic Generations nesta versão parece ter menos vida, sendo que algumas versões de suas fases parecem ser mais uma cópia de outra, menos criativas. O gorducho clássico aqui sabe fazer o movimento “homming attack” que só deveria ser aprendido pelo Sonic moderno, como realmente é em Generations em sua versão original. E, sendo assim, devido a estas diferenças entre a versão portátil e as de outras plataformas, deve ser lembrado que a análise da Epic Play Brasil se refere principalmente, e de um modo geral, à sua versão principal, para consoles e PC. Sendo deixado aqui as principais relevâncias e diferenças no portátil.

Outra novidade é que esse é o primeiro jogo da saga principal de Sonic em 7 anos lançado para PC. Versão idêntica a de PS3 e Xbox 360. E agora, todos PC gamers poderão desfrutar de mais um belo lançamento do mascote da SEGA, com mods, novas fases e tudo mais. E lembre-se: Sonic é feito para se jogar com controle, e o controle de Xbox 360 é padrão para o Windows. Mas, caso não tenha um disponível, deixamos uma configuração bacana do teclado: A W S D (teclado) = X Y A B (controle Xbox 360), Q e E para o Dash, Z e X para drift, e setas para movimentação.

Resumo para os “preguiçosos”

Sonic Generations é uma mistura inesperadamente genial do clássico com o moderno. Apesar da história ser simples e haver menos dificuldade no progresso de jogo do que o esperado, tem um valor “replay” alto e pode ser levado para até mais de 40 horas de jogo, procurando completar todos os extras. Passando por fases memoráveis com o Sonic clássico, em plataforma lateral, ou com o Sonic moderno, que além da lateral inclui a jogabilidade tridimensional, Sonic Generations é um verdadeiro tributo ao que foi a carreira de Sonic em seus anos anteriores, repleto de diversão e bons sentimentos. É um jogo marcante, desta vez positivamente, para o ouriço. Se formos levar em comparação Sonic Generations e Super Mario Galaxy 2, que foi lançado um ano anteriormente, ambos os mascotes se encontram em uma situação parecida a 20 anos atrás, o que é emocionante dizer, pois o verdadeiro mascote páreo para Mario conseguiu demonstrar como chegou até aqui, e o seu nome é Sonic the Hedgehog. Afinal, esse jogo foi feito não só para fãs do azulão, mas para qualquer um.

Nota: Dê uma olhada em mods interessantes que jogadores experientes estão criando do jogo.

Prós

  • Mistura genial de jogabilidade clássica e moderna
  • Muitos extras
  • Fases e acontecimentos memoráveis
  • Trilha-sonora matadora

Contras

  • Falta de dificuldade em certos momentos
  • Falta de estágios bônus (exceção 3DS)
  • Enredo simplório
8.5

#Ótimo

Epic Play - fundador, organizador de eventos relacionados a games, criador e editor de conteúdo, programador, designer e "desbravador" em publicidade.

13 Respostas

  1. Meu segundo Sonic favorito depois do Sonic 3 & Knuckles

  2. É um jogo épico!

  3. Um dos meus jogos favoritos, mas queria uma história mais complexa.

  4. muito ruim o jogo

  5. A mistura dos “dois Sonics” foi excelente!

  6. EU CURTO

  7. O bom é a versão PC que da pra colocar mods,deixando Sonic Generations com muita variedade.

  8. Jogo perfeito,o unico ruim é que curto

  9. Um dos melhores games do Sonic, não apenas da atualidade, com certeza, especialmente por não fugir muito das raízes da série, que são o que mais agradam os fãs de longa data e inclusive alguns fãs das eras pós 3D. Parece que eles conseguiram tirar o melhor dos jogos mais recentes, que foram vistos com maus olhos (Sonic Unleashed e Sonic Colors, por exemplo) e incluir neste game. O uso de referências de jogos pouco lembrados, como Segasonic (arcade) e Knuckles’ Chaotix (Sega 32X) nos faz pensar que eles começaram a buscar erros e acertos do passado para trabalhar nos novos jogos da série.

  10. Não podíamos esperar uma história mais complexa em um jogo comemorativo dos 20 anos do Sonic. A história é bem simples, mas se encaixa perfeitamente com o jogo. Eu ainda não joguei a versão para o 3DS, mas pretendo comprar em breve.

  11. Esse game é o game que a era moderna precisava para marcar sua epóca

  12. O melhor: Na versão PC podemos colocar mods no jogo, isso aumenta muito a longevidade do sonic generations.

  13. Esse game é muito bom. Acho que a nota final poderia subir alguns décimos pra nove, em relação ao desempenho e o oferecimento. Já a história realmente deixa a desejar comparada ao que a série já teve, mas de alguma forma funciona bem pra esse jogo. Bem simplezinha ,mas flui direitinho.

Deixe sua Opinião

Esqueci a Senha